29.9.08

Dormia. 
E eu sobre seu corpo me deitava.
Acordava com um beijo nos lábios, uma mordida na orelha...
sentia os poros da língua descendo por seu tórax: barriga, umbigo. 
Ílio, ísqueo e púbis, quadril. E voltava a subir. 
Pele macia, língua áspera. Era tudo que sentia além das mãos deslizantes.
Cabelo, nuca, pescoço. Costas, cintura, quadril, pernas.
E assim ia. Nesse vai e vem. Vai e vem.
Língua, mãos, lábios.
Até que deixou-se levar e passou a retribuir o carinho.
Passei a sentir também. 
e assim continuou. 
Língua tão macia quanto a pele, as mãos pareciam virgens. 
Como a quem pertencia os braços que as carregava. 
Suas mãos. Mãos de artista. E nisso tudo eu via romance.
Ainda sobre seu corpo. 
Lábios, língua, poros, pele... 
Embora não fosse o desejável continuamos em silêncio; era isso que o ambiente exigia. 
A cama ao lado estava ocupada, e não queríamos interrupções.
E em silêncio continuamos. 
Até que adormeceu novamente. Adormeci sobre seu corpo que parecia já sem vida, esgotado.
Roubei-lhe todo desejo, todo prazer e retive a mim.
Agora seu melhor era meu.

então acordei.
mais uma alucinação na madrugada. só mais uma.

5 comentários:

Nadja disse...

Belo texto!


Quanto ao texto anterior,voce é prosa?


Pois eu sou pura poesia...


Poesia triste,excruciante...


mas,ainda sim poesia...


:)

bjosss

Junior Matos disse...

hihihi
os hormonios estao em alta (6)
uaoueoiuaiowea
brincadeiraa
fico bem crazy o texto ó :P

:*

Junior Matos disse...

ainda estou tentato descubrir mas até la por enquanto estou tranquilo :D
;*

Junior Matos disse...

não é que eu não mova uma palha
porque existe alguns detalhizinhos uma barreira que impede de agir..
e o pior é que nem depende de mim..

mas si eu esperei ate agora porque não esperar mas um pouco ate que área esteja limpo rsrsrs ;x..
:D

Clarice caldas disse...

"Até que adormeceu novamente. Adormeci sobre seu corpo que parecia já sem vida, esgotado."

Essa sensação deve ser um máximo,sei lá,sentir que fez bem pra pessoa e pra você ao mesmo tempo desfrutando do mesmo prazer,isso é amor também,eu acho.É lindo...Enfim,não pensei que fosse comentar algum dia sobre esse tipo de assunto,isso fica mais pra mim do que pra você,eu sou a insana lembra?Hehe

beijo,lindas palavras;)