13.9.08

Todo sistema tem falhas. Uns mais outros menos, mas todos têm.
Eu acho lindo o sentimento que os terroristas têm, ou são ensinados a ter, não sei ao certo. Mas acho lindo! Eles morrem, de forma literal, pelos ideais que crêem. Isso não é lindo?
Enquanto milhares de pessoas desistem das coisas porque o sacrifício parece ser grande demais eles não se incomodam com o sacrifício. Mesmo que seja ilusão e/ou uma grande mentira, acreditam cegamente e vão até o fim. Até o último suspiro. "Essa é pra você Allah"
Mas, coitados, fazem o que fazem, se explodem com pregos e bombas caseiras, derrubam prédios com aviões e morrem pensando que serão reconhecidos como heróis. Grandes ícones da Guerra Santa. Mas quem é que sabe o nome do cara que pilotava o avião que atingiu uma das duas torres gêmeas? desafio maior: alguém sabe o nome de todos os terroristas que morreram nessa grandiosa operação que marcou a história dos Estados Unidos da América e do mundo?
É.. foi o que pensei.
Mas por outro lado: Alguém sabe o nome do líder da Al Qaeda? É.. Osama Bin Laden. Ele é um cara inteligente, ele é um grande cara! e grandes caras são reconhecidos pelo mundo. Ele não morreu, mas explodiu duas torres. Ele não se explodiu mas todos sabem quem ele é. Um líder.
Líder de um sistema que tem uma falha: Prometem o que não conhecem. Oferecem glória a quem só tem o anonimato além de uma fé enorme. Jogam sujo mesmo; mas afinal: quem não joga?
A igreja católica estabelece regras demais, se contradiz. E afeta assim seu sistema. Dizia na idade média que o lucro não era coisa boa, não aprovavam o comércio, mas vendiam terras no céu. Vendiam a salvação a pobres e á ricos também. Vendia tudo a quem quisesse comprar. Só não venderam explicações. Nos devem isso até hoje.
O meu sistema é bruto, é duro, é quase de aço.
Mas todo sistema tem falhas, todos os sistemas de segurança com câmeras têm pontos cegos.
Eu tenho falhas; quase que impenetrável, minha barreira tem brechas, muitas delas aliás. Pequenos detalhes... tudo aparentemente muito insignificante, mas que pode pôr tudo a perder.
Não posso agir como o que não sou. Eu sou um animal, dito racional, mas animal, e respondo meus instintos. Não á altura de como são, mas eu preciso me suprir de algo, eu preciso de me enxer. Me enxer dele, de você.
O ponto cego do meu sistema é quando fecho os olhos, e me deixo ser invadida.
Todo sistema tem falhas, e as do meu são abundantes demasiado.
Não quero ser falha, mas de todas as coisas que sei fazer, falhar é a que faço melhor.

Um comentário:

Junior Matos disse...

so much beautiful! :P