11.9.08




Ás vezes eu não sei...


É melhor conseguir o fácil e aproveitar mais tempo ou lutar pelo difícil mesmo correndo risco de nunca realizar, ou de não corresponder expectativas ou todos os outros contras que existem em querer demais algo?
Eu sei responder essa pergunta. Mas eventualmente parece que há quem não saiba. Sim, meu sonho, esse é pra você; pode digerir cada palavra fácil que direi de aqui até a última linha. Leia cada letra como se fosse exclusiva, leia tudo sabendo que é pra você, sabendo que eu te amo, e que minha leve ansiedade pelo novo nada tem a ver com o que sinto em sua direção.
O sinto por você tem mais a ver com o sentimento romântico de entrega total, de sonho eterno. É mais relativo ao que age de dentro pra fora, como um fluxo de consciência, que brevemente me tira da realidade e me leva pra você sem que nem percebas.
O que eu sinto é mais correspondente á amor do que a qualquer outra coisa.
Meus sonhos... você, samba canção, rua empoeirada, orquídea, hardcore, café, cigarro, cama, 'eu te amo', nós... meus sonhos. Eu vejo você em quase tudo, sonho a quase todo momento e até as coisas mais realistas eu posso transformar em românticas, eu só preciso de você nelas!
Lê minhas palavras? Você as quer? Eu quero mais! Eu também as domino. Também sei falar, ler e escrever. Fui albetizada quase tão bem quanto você. Não percebe que isso não importa? Não vê que NADA disso importa?
Nossos problemas são outros, nossos problemas não são internos. Ora são questão éticas que nos afastam: moral, bons costumes, princípios...
Agora são questão de física: Tempo & Espaço. Tempo que passa, devagar mas passa; espaço que é atravessado, percorrido. Problemas só são problemas até não terem solução, uma vez que a solução foi encontrada o problema deixa de existir.
Logo: Não temos problemas. Temos ansiedade, temos amor, temos sonhos, desejos. Bem.. eu tenho. Tenho amor, sonho, desejo.. E quero, muito mais que isso, ter você. De verdade. Além das palavras, além dessas meras letrinhas, além de bytes, de ondas sonoras, de lembranças e esperanças. Quero ter você inteiro, nem que seja por rápido momento, quero sentir, de novo, meu coração batendo junto com o seu. Como resposta do meu corpo ao momento. Eu quero sentir você totalmente entregue a mim. Desligado de qualquer coisa fora de mim, qualquer coisa além de nós.
É só isso que eu quero. E é só nisso que eu tenho pensado.
Talvez minha ânsia pelo novo não seja nem comparável ao tamanho do sonho antigo.
O sonho de adormecer e ver seu rosto amanhacendo. Mas dessa vez de verdade.
Não fuja, não minta, não lute, não sofra mais. Eu te amo. E agora é só esperar, esperar só mais um pouquinho. Como você mesmo diz: eu não posso sair dessa vida sem você, meu amor, meu sonho. Dileto.

2 comentários:

Junior Matos disse...

nossa quando voce qr ser expressa o amor
voce arregassa mermooo o/

uai e o que falta pra concretiza e se torna um so?
:S

bahhhh
o poema é do filmee
o filme é muito massa o/
o guri la recita essa poema quando ta em apuros com pai dele :D

Clarice caldas disse...

Desgraçada,quer me matar?
Uma das coisas mais lindas que você já escreveu e que ja li,quase choro sua prego--'
hehe,amei mesmo,tá a minha e a sua cara,eu não sei mas a gente é meio ligada quando se trata dessse tipo de assunto né?
Beijo,e continue amando,por mim ,por você e pelo resto do mundo,só não morra de amor,aliás morra,mas, contanto ,porém,todavia,tem de morrer feliz,sabendo que amou

beijooooooooooo jaca:*