12.8.08


Me senti meio rejeitada, mesmo que talvez nem tenha sido..
mas me senti acolhida por Deus.
Me senti pequena, mas senti também que, mesmo pequena, fazia parte dessa imensidão. Uma gota de água no Oceano Pacífico.
Senti também, os dois lados de uma mesma moeda. De um lado aquilo que resistiu fortemente ás adversidades, e do outro aquilo que se entregou com facilidade e foi bruscamente submetido á mudanças que podem ter sido boas ou ruins... só depende do ângulo pelo qual se vê.
Me senti um grão de areia na Praia do Cassino, eu, grão de areia que não sabia se a mudança era boa ou ruim, e nem se havia mesmo o bom ou ruim diante da situação. Podia ser imparcial! Como eu.
Que sendo só uma pequena partícula de algo tão grandioso era desimportante...
Só um pedacinho de nada.
Mas tudo se esvaziou, e eu fiquei tranquila.. Fiquei em paz. Sem rejeição, sem mudanças, sem grãos ou a maior praia do mundo, sem oceano algum.
Afinal de gota a gota é que se enche o mar. E se todas as gotas se sentissem rejeitadas e desimportantes e resolvessem partir o mar secaria.
Eu fiquei só fiquei lá. Contemplando a beleza de Deus.

2 comentários:

Clarice caldas disse...

É engraçado.Isso.Isso tudo que escreveu é a minha cara e ao mesmo tempo a sua.
Me sinto um grãozinho e tão perto de Deus e ao mesmo tempo tão longe que tal ato nem sentido faz.Só se sente e é aí que tá a lógica.
Por ser isso.E você é.É como se você tivesse achado o próprio espelho dentro de si,mas que reflete para o mundo um reflexo enganoso,ou diferente com medo de ser original,e que só você sabe do verdadeiro,e o mostra quando escreve.É mágico.


beijo,amei teu canto aqui.

Junior Matos disse...

e quem nunca se sentio assim?

;P

lindo post
!
melhor ainda a musica do blog uU

o/