20.3.09

Saudade.

"Isso, que acontece com a gente
acontece sempre com qualquer casal
Isso, ataca de repente
não respeita cor, credo ou classe social, isso, isso.
Parecia que não ia acontecer com a gente,
nosso amor era tão firme forte e diferente."

Titãs - Isso


A pior saudade que existe é de quando a pessoa está perto. Só sentimos isso quando percebemos que algo está se perdendo, ou que alguém está nos deixando.

Eu sempre estive sozinha, até que um dia eu olhei pro lado e tinha alguém caminhando comigo e sorrindo pra mim. Me apoiando nas minhas decisões (às vezes não - mas se eu caisse ela me apoiaria igualmente).Um alguém pra quem eu escrevi várias e várias bobagens, anotações em folhas de agenda, em papel da escola, em folha de caderno.... "Sunshine from the here" é assim que se chamaria.
Aí um dia aconteceu uma coisa e ela resolveu soltar suas mãos das minhas; eu olhei pro lado e ela não estava ali comigo, não sorria, não apoiava, não esbravejava. Ela quis deixar de brilhar em minha vida. Eu escrevi muito mais. Em papel de propaganda, em folhas sufite, em matéria de fichário... Mas sua luz era grande demais, ofuscou qualquer coisa ruim que passara. E a paz voltou a reinar depois de uma chuva de lágrimas sobre um abraço tão querido.
Dias passados, semanas completas, meses corridos e ao que parecia nós só nos aproximávamos. Ela estava comigo sempre quando eu precisei, e quando eu não precisei também; só estava ali, mostrando sua presença tão essencial. Eu, com os meus caminhos cada vez mais tortuosos, ela, cada vez mais completa... Cada uma a seu modo ia vivendo, juntas. Amigas!

Até que o grande dia deu sinal de que viria - diferente de todos os planos previamente feitos. O grande dia pelo qual todos amigos passarão: O dia em que a amizade será feita de recordações. Fragmentos de lembranças e fotos amareladas. O dia em que seus filhos perguntarão quem é e você, quase chorando, dirá que foi um amigo, uma pessoa muito importante, mas agora não sabe nem por onde anda.Esse dia ainda não chegou, e se o destino obedecesse à nossos desejos não chegaria nunca. Mas a música não toca conforme a dança e sim o inverso.
E os versos que compus ainda são rascunhos "Sunshine from the here", seus livros serão sempre a desculpa para encontros rápidos e estalados.

Amiga, eu sei que ainda estás aí, ao alcance das vistas. Mas hoje eu me sinto como a última folha da árvore no outono, que de tão sozinha se lamenta estar ali. Não é culpa nem de um nem de outro, o destino se encarrega de tomar as decisões de afastar da gente quem gostamos fazendo caminhos diferentes serem traçados.
Eu, Jaqueline Fonseca, amo você, Caroline Stefanes, e sinto falta do nosso entrosamento diário. Mas, ainda que nossa amizade acabe virando - como a maioria das outras - lembranças e fotos amareladas, temos algumas lembranças deliciosas e ao menos tiramos boas fotos.

2 comentários:

Priscila Costa disse...

é, eu queria ter lguém assim, entretanto, minhas mudanças de cidade e escola, galho em galho, e a minha digníssima personalité não me permitiu amizades longas.
Enfim, acho que o problema sou eu. E acho que já cheguei na fase de apontar as fotos e só lembrar: "eram amigos, querido".

Antes só do que mal acompanhado, e antes só do que acompanhado demais.
e assim, a gente vai.

Ps.: Essa música rolando é linda, putz!

"Eis o melhor e o pior de mim..."

Бразильский. disse...

mimimi.
muito gostoso. x)

essa playlist desse blog ta venenosa.